Almas que choram

Você acredita que está imune?
Já sangrou em sua alma?
Se já passou por um sofrimento emocional bem sabe a dor.
Se nunca passou, lembre-se:
JAMAIS JULGUE!!

Pensamentos diários,
semblantes interrogativos.
Diálogos perdidos,
monólogos da alma.

Medos, aflições,

Dúvidas, angústias,
Dores no peito, solidões.
Almas que choram.

Buscam soluções
flagelos do ser.
Humanos no caos
de um labirinto interior.

Medo da loucura,
da perda da razão.
Anseios frustrados
diante de um “não”

Ahhh!! humanos
Tantos pensamentos,
tantos sentimentos…
Quanta busca!!

E na procura de algo
incerto, sem bem saber
o que buscar ou querer
sofrem humanos.

Imerso em devaneios,
nos monólogos da alma,
vive, o ser, a penúria
emocional.


 

Quem é Viviam ?

Quem é Viviam?
Dos campos arados,
Que esgota forças
E pinga suores,
Lavrando a terra.
Das obras que arranham
Os céus…
…e as mãos calejadas.
Dos lares administrados
Pelas mãos suaves,
Mas tão poderosas.
Dos consultórios e escritórios,
Das lojas, fábricas e indústrias.
Somos eu, você e eles?
São todos?
Que trabalham incansavelmente.
Que gastam seus dias
Em expedientes infindáveis.
São aqueles que sobrevivem à vida.
Almas que vivem as mazelas dos ponteiros…
…de relógios,
Que ditam cada segundo de suspiro.
Vidas….
E você…
Vive Viviam?